Home
Como emagrecer no inverno!
Compulsão,vício por doces!
Emagrecer usando sua imaginação!
Laudo para cirurgia bariátrica
Livro Pense Magro - Judith Beck
Pensemagro
Depoimentos
Orientação on-line !
Pense Magro
Quem Somos
A profissional
História de Sucesso - Rejane Sbrissa
Tabelas
Obesidade
Cirurgia Bariátrica,quando o que se perde é mais que apenas peso.
O que é?
Você sofre de obesidade?
Obesidade Infantil
Obesidade na Adolescencia
Nutrição
Disturbios Alimentares
Você se Conheçe?
Auto Imagem
Fome Fisica x Fome Emocional
Como Emagrecer
Diabetes
Orientação Nutricional
Testes
Adolescentes
Pronto para Manter o Peso?
Sua Auto Imagem
Você se conhece?
Receitas Pense Magro
Fale Conosco
 
Obesidade - Obesidade na Adolescencia

Obesidade na Adolescência

Esta fase é difícil para os adolescentes pela própria mudança corporal, ainda quando acompanhada do excesso de peso, causa mais dificuldades ainda.

Durante está fase podem aparecer novos hábitos alimentares, isso se dá por motivos psicológicos, sociais e socio-econômicos, rebeldia contra os controles familiares, busca de autonomia e identidade, influência de amigos, aumento do poder de compra, o costume de comer fora de casa e o hábito de preparar rotineiramente seu próprio alimento.

O adolescente normalmente se alimenta unicamente para aliviar a fome, ele muitas vezes não tem a percepção de que o alimento é fonte de energia e nutrientes indispensáveis ao crescimento, ao desenvolvimento e ao desempenho intelectual e físico.

Em certas ocasiões, a alimentação pode ser vista como uma forma de aliviar tensões ou mesmo de contestar autoridade - Ex: ir contra os hábitos da família.

Os jovens por vezes, acabam adequando seus padrões alimentares às expectativas do grupo, pela necessidade de aceitação que eles tem deixando assim se influenciarem pelos modismos.

Também desenvolvem preocupações em relação ao corpo e a aparência, excessos e restrições se fazem então presentes. Neste caso, em particular nas meninas, o índice de anorexia nervosa é alto, pois elas querem seguir os padrões de nossa cultura onde a esbelteza é super-valorizada.

Na anorexia a pessoa recusa-se a comer, perde sua auto-imagem (acham-se gordas mesmo estando bem abaixo do peso). Em geral exercitam-se rigorosamente, podem fazer uso de laxantes e diuréticos, e vomitar voluntariamente para diminuir as calorias armazenadas no corpo. Sem intervenção ,este distúrbio pode levar a pessoa à inanição e até à morte.

O problema que encontramos é que em nossa cultura a magreza da mulher, ela comer pouco, estar seguindo uma dieta, é tão normal que os distúrbios alimentares só são tratados quando já se encontram em fase adiantada.

O fácil acesso e o incentivo da propaganda ao consumo de fast-foods também podem modificar os hábitos do adolescente.

Os hábitos alimentares dos adolescentes também são caracterizados por omissão frequente de refeições ou pela ingestão de alimentos inadequados, muitos lanches dietas da moda e restrição alimentar.

O excesso no consumo de gordura, sal e colesterol também é comum entre os adolescentes.

As meninas comem, em média, menos, e tendem a ingerir mais vitaminas e minerais que os meninos.

O aumento da incidência de obesidade e excesso de peso nessa fase é preocupante, assim como o hábito de fazer dietas.

Nessa fase também se iniciam os interesses pelo sexo oposto, e o adolescente que está acima do peso começa a ter problemas psicológicos de rejeição por achar que com aquele corpo ninguém vai se interessar por ele.

Com as modificações corporais e de comportamentos (para agir de acordo com o "corpo-novo" , não ser mais criança e ao mesmo tempo ainda não ser adulto) já causa uma insegurança muito grande e, se o adolescente já vem gordinho desde a infância provavelmente, já tem sua auto-estima bastante prejudicada. Essa auto-estima baixa vai lhe causar mais insegurança e ele pode descontar este sentimento ainda mais na comida.

A criança que sempre foi magra e engorda nessa fase, normalmente é para esconder essa mudança corporal (não virar homem nem mulher), não chamar a atenção do sexo oposto, ainda pela insegurança dessa fase.

De qualquer maneira, o tratamento deve ser feito através de orientação alimentar, a prática de exercícios físicos e uma terapia psicológica para que este adolescente aumente sua auto-estima e se sinta mais seguro para passar esta fase.

Um endocrinologista também pode, através de exames, verificar se está tudo normal com o organismo do adolescente e, se tiver algum problema, tratá-lo corretamente.

 
Cirurgia Bariátrica,quando o que se perde é mais que apenas peso.
O que é?
Você sofre de obesidade?
Obesidade Infantil
Obesidade na Adolescencia
 
 
 
 
 
Pense Magro - pensemagro@pensemagro.com.br - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Tudonanet